quarta-feira, 16 de setembro de 2015

mares x+1

Aquilo que tive de sonhos
deixei o meu coração levar...

para o mar,
bem longe de Mar,
para o mar,
onde naufragar.

Aqueles medos risonhos
deixei o mar devorar...

o meu Mar,
longe no mar,
o meu Mar,
onde naufragar.

Aquele brilho nos olhos
refletia nas ondas do Mar...

sobre o mar,
tornou-se espuma de Mar,
sob o mar,
certo Mar foi se encontrar.

Aquilo que paira em sonhos,
não é nem espuma nem mar...

dentro do Mar,
espumam ondas de mar,
fora do mar,
ondulam sonhos de Mar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário