segunda-feira, 4 de maio de 2015

Elásticos

Uma força, um elástico que me prende. Me permite ir longe, mas me puxa de volta, mantém minha vida sob sua constante mira. É agir temendo sofrer, sempre preocupado em quando vou sentir dor.

É minha eterna lesão na mão, mas poderia ser as espumas que passaram no meu coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário