segunda-feira, 18 de agosto de 2014

areias - À dois

De um para o outro, outro completando um,
       passando o tempo de nossas vidas.
               Areias caem vagarosas
                    Grão-ante-grão,
                       em detalhes.
                    As partes, o nós.
               Ambos lados preciosos,
       indivíduos, mas únicos para poesia.
Se um lado esvazia, é para o outro se encher.

Nenhum comentário:

Postar um comentário