segunda-feira, 25 de agosto de 2014

areias - Árido

A ampulheta de areias (e)ternas está ali, parada. Tenho em meus dedos, feito garoto, o sonho que quer apenas ser seu. Gostaria, ao trocarmos abraços, que você o conhecesse. Talvez assim eu possa seguir em frente:

meu sonho, entregue a ti,e eu, entregue a mim.
Areia lacrimosa, árido. (E)ternamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário