sexta-feira, 25 de julho de 2014

Além da esperança que se cria

A ponte de vidro se desfez, mas foi em gotinhas de Sol. Essas gotinhas foram as últimasque vimos. Elas inundaram nossas vontades, nossos sonhos e nossas coragens. Nos banhamos sem pensar. Nelas, nos afogamos. O Sol desbotou nossas cores e perdemos o brilho.

Em meio a esse Sol diluvial, sobrou para brindar apenas um pouco de mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário