quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

alguma esperança

Ele ainda aguarda. Uma ligação. Um whatsapp, uma chamada no skype, uma mensagem no celular. E-mail. Carta? Alguém ainda usa carta? Se uma amiga lhe mandou uma carta de natal, ela poderia mandar uma carta de adeus. Ou uma carta convidando para fugir.

Faz cinco dias que não tem notícias reais. Se fosse funcionário, seria demitido. Não se demite do gostar. Se fosse uma semana, seria fim de semana, seria fim. Mas a semana acaba no sábado, ainda temos alguma esperança. Cinco dias não são comparáveis com uma vida. Mas agonizam. Um dia ruim mancha um ano bom. Um ano bom, sem dias ruins, valeria esta vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário