sábado, 5 de fevereiro de 2011

Ana B.

A beleza surge sem horas e no mesmo instante se esvai,
deixando traço, perfume e cor.
E não fica em roupas, nem nas fotografias;
fica na memória.
E é bom, pois lembranças falham, fogem, negam a realidade,
e não sufocam com aquelas coisas que nunca poderemos ter.

Um comentário:

  1. Gosto das lembranças. Elas me fazem companhia quando a solidão aparece. Engraçado, acho que são amigas, lembranças e solidão, porque, pelo menos pra mim, sempre estão juntas. Elas me fazem bem!

    ResponderExcluir