domingo, 19 de dezembro de 2010

quem procura...

Na infância, sempre diziam: quem procura, acha.

uma vez procurei uma amiga, achei meu primeiro amor inocente.
procurei uma fuga, encontrei várias paixões.
passando pela vida, encontrei amigos, procurei a vida, encontrei faculdade, morar sozinho, trabalho...
[e nisso, perdi esse amor]

e hoje, procurando qualquer rostinho conhecido, encontrei um reflexo 7 anos mais velho desse tal amor. Não era "ela" pois essa ficou simplesmente perdida no tempo.
Mas quem disse que o coração sequer liga pra isso?


2 comentários: